Tomada de posse da Diretora - Dina Anjos Sanches

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARANTE

2 de julho de 2021 

 DSC 49391  

DSC 00211

 

 DISCURSO DE TOMADA DE POSSE DA DIRETORA

Sr. Presidente da CMA – Dr. José Luís Gaspar

Sr. Presidente do Conselho Geral – Dr. Joaquim Pinheiro

Sr. Presidente da Assembleia Municipal – Dr. Pedro Cunha

Sr. Padre José Manuel Miranda Ferreira

Sr.ª Diretora da ESA - Dr.ª Cristina Santos

Sr. Ex-diretor da ESA e amigo - Eng. Fernando Sampaio

Sr. Diretora do CFAEAB – Dr.ª Ercília Costa

Sr. Diretor Executivo do centro cultural de Amarante - Dr. Taí Laranjeira

Sr. Diretor da CERCIMARANTE – Dr. Carlos Pereira

Sr. Enfermeira – Drª. Maria do Céu Soares

Srs. Professores e restantes convidados 

Srs. Presidentes das Associações de Pais

Srs. Assistentes Técnicos e Assistentes Operacionais

Minhas senhoras e meus senhores

Muito obrigada pela vossa presença.

       Quero, muito sensibilizada e de forma muito sentida, agradecer a presença de cada um e de todos que aqui hoje se deslocaram para esta cerimónia que inicia um novo mandato.

       É com grande sentido de responsabilidade que assumo, pela quinta vez consecutiva, o cargo de diretora do Agrupamento de Escolas de Amarante.
       As minhas primeiras palavras são, de agradecimento ao conselho geral, por ter, mais uma vez, confiado em mim, elegendo-me para continuar este trabalho de dirigente máximo ao serviço do AEA. 
       Entendo que a minha reeleição, só pode ter um significado: a comunidade educativa não apenas confirma o rumo seguido pelo AEA nos últimos anos, como também, pretende que se lhe dê continuidade no futuro. Não posso fazer outra leitura da opção que fizeram ao reeleger-me. 

       Farei o que estiver ao meu alcance para não falhar nem defraudar as vossas expetativas.

       Estou ciente das responsabilidades que tomo ao assumir, perante o Conselho Geral e a comunidade educativa que sirvo, o encargo de dirigir este Agrupamento por mais quatro anos. Estou muito confiante no futuro do Agrupamento e no sucesso dos seus alunos, porque sei que não suporto sozinha esta responsabilidade, pelo contrário, estou muito bem acompanhada pelo Conselho Geral pelo Conselho Pedagógico, pelas Coordenadoras de estabelecimento, pelos serviços administrativos, pelos assistentes operacionais, pelas Associações de Pais e por toda a comunidade escolar, que nunca me regatearam apoio. 

       Estou certa de que todos juntos, cumpriremos os desígnios do nosso projeto educativo promovendo uma educação de qualidade para as crianças e jovens que frequentam o AEA.

      Correndo o risco de involuntariamente, deixar alguém de fora, quero aqui, manifestar o meu reconhecimento e agradecer a todos os contribuíram para que o nosso agrupamento seja aquilo que é hoje. 

      Uma referência especial ao trabalho desenvolvido com quem muito aprendi, antigos conselheiros, presidentes de conselhos executivos, conselhos gerais e colegas professores e diretores. 

      Permitam-me uma referência especial à excelente profissional e amiga Educadora Paula Vila Real, que se não tivesse partido cedo demais, estaria aqui, hoje neste conselho geral, lugar que ocupava desde 2007. Onde quer que estejas, sei que estarás sempre presente.

      Não posso nem quero deixar de destacar o profissionalismo do senhor presidente do Conselho Geral, que mesmo em momentos muito difíceis manifestou uma competência e disponibilidade excecionais e na sua pessoa agradecer mais uma vez, a todos os elementos deste órgão, pelo rigor, seriedade, amabilidade e a confiança sempre demonstradas.

      Aos colegas e amigos que, como uma verdadeira equipa, sempre estiveram ao meu lado contribuindo para uma liderança assumidamente partilhada. Um profundo abrigado à minha equipa, Elisabete, Adosinda e Joaquim, continuando a contar com todos, nos cargos e funções que até agora desempenharam. 

      Agradeço aos Assistentes Técnicos dos Serviços administrativos do Agrupamento pelo apoio, que com empenho e elevado profissionalismo completaram a nossa equipa de ação administrativa.

      Tendo em conta os aspetos positivos relativos à gestão implementados ao longo dos anos, pretendemos prosseguir este caminho, promovendo a corresponsabilização e o empoderamento dos órgãos e estruturas intermédias.

      Um profundo agradecimentos às 13 coordenadoras de estabelecimento que tão bem sentem e ditam o pulsar do AEA, sabem interpretar a cultura organizacional, a intencionalidade do Projeto Educativo, os normativos legais e a visão da sua líder, sem descaraterizar cada escola ou jardim de Infância respeitando as especificidades de cada território. Todas estas lideranças desempenham um papel determinante na organização dos estabelecimentos de educação e ensino e no extraordinário trabalho desenvolvido com os encarregados de educação, e a autarquia (juntas de freguesia e CMA), e outros parceiros, imprescindíveis à prestação de um serviço educativo de qualidade.

      Um agradecimento, muito sentido, àqueles que nos diversos órgãos, e em particular no Conselho Pedagógico que sempre ao leme, enfrentaram os desafios a que se propuseram e lideraram projetos, muitos deles inovadores e conseguiram o reconhecimento dos docentes nos órgãos que lideraram, destacando, se me permitem, os coordenadores de departamento curricular e diretores de turma.

      Aos Assistentes Operacionais ou Assistentes Técnicos das Escolas, pela importância das suas funções, especialmente junto dos alunos. Já imaginaram uma escola portuguesa, sem estes profissionais! Não. Um muito obrigada pela forma como têm encarado as dificuldades e como têm atuado na comunidade escolar. 

      Aos pais e EE uma palavra de apreço pelo trabalho desenvolvido numa relação de confiança nos profissionais da educação, e de cooperação permanente, fundamentais ao apoio e suporte às aprendizagens dos seus educandos e alunos.

      Consciente do valor dos profissionais deste agrupamento continuarei a promover e valorizar esse potencial, por forma a contribuir para que a educação seja um fator de coesão, tendo em conta a diversidade intrínseca, desejando que cada escola e jardim de infância seja um modelo de prática democrática e de educação para a cidadania, onde a família e comunidade estejam implicadas na construção de uma cultura escolar de rigor, exigência, disciplina, de inclusão e de bem-estar. Este é o ambiente familiar e escolar indispensável ao desenvolvimento integral das crianças e jovens, que no caso do Agrupamento de Escolas de Amarante passa pela Intervenção Precoce, Educação Pré-escolar e Ensino Básico.

      Porque acredito numa escola para todos, a inclusão não pode ser uma ideia demagógica de uso fácil. Acredito piamente numa escola pública ao serviço de todos e cada um, respeitadora dos diversos ritmos de aprendizagem, das limitações e capacidades individuais e transformadora, capaz de contrariar o determinismo herdado à nascença, perpetuando uma reprodução socioeconómica. A Escola Pública tem a obrigação de servir de elevador social e isto só é possível com lideranças, professores, educadores e politicas educativas de excelência. 

      A estratégia que defendemos para o AEA passa por continuar a afirmá‐lo como um Agrupamento de referência, quer quanto à qualidade da educação das crianças e jovens, quer quanto aos resultados escolares e ao sucesso educativo dos alunos, quer enquanto organização educativa e instituição de ensino público. Perseguimos uma estratégia clara e que se tem mostrado eficaz no combate ao insucesso e abandono escolares, abraçando a linha desenhada no projeto educativo do AEA. 

      Este Agrupamento tem-se afirmado ainda como um espaço de educação artística.

      Neste sentido, quero, publicamente deixar um sentido e profundo agradecimento ao senhor Professor e amigo Taí Laranjeira que, enquanto presidente da Direção do Centro Cultural de Amarante, sonhou o sonho de sua mãe oferecendo à comunidade amarantina e em especial aos alunos do AEA o ensino da música, seguindo-se o da dança. Hoje, atrevo-me a dizer que, em conjunto, numa verdadeira e inabalável parceria, que dura há mais de 12 anos, estamos a contribuir para o enriquecimento artístico deste concelho.  Hoje, também o seu filho, Dr. João Francisco Laranjeira, continua este legado, aventurando-se com sucesso, no Ensino Artístico Profissional, com uma qualidade indiscutível, como hoje, neste palco podemos constatar.

      Somos e continuamos a perseguir este objetivo, ser um Agrupamento de referência na área da música com oferta gratuita às crianças e alunos na Educação Pré-escolar e Ensino Básico. 

      Orgulhamo-nos ainda de ter uma oferta socioeducativa com um forte enfoque nestas áreas, através de uma organização interna ou em regime articulado com outras instituições. 

      Queremos continuar a apostar em projetos de Inovação Pedagógica, tecnológica, intercâmbios com escolas europeias e outros, que muito têm contribuído para a projeção e reconhecimento de boas práticas pedagógicas.

      À Câmara Municipal de Amarante, na pessoa do senhor Presidente Dr. José Luís Gaspar, o reconhecimento do trabalho e da sensibilidade com as questões da educação. A titulo de exemplo, destacamos a requalificação da Escola do Barracão logo no inicio do seu primeiro mandato e a contratação de Assistentes para trabalhar nas escolas. 

      Hoje, com a delegação de competências nesta área, o papel da autarquia assume particular relevância, posicionando-se como o principal parceiro estratégico. 

       A excelente relação institucional e pessoal tem permitido um trabalho de proximidade e uma prontidão na resposta às solicitações quase diárias, apoio imprescindível ao regular funcionamento dos estabelecimentos de ensino. Distingo, em particular, a Divisão da Educação nas pessoas do Senhor Vereador Dr. António Ribeiro e o Chefe de Divisão Dr. Carlos Gomes. 

       Como sempre, podem contar connosco na procura de soluções para a melhoria das condições das nossas escolas e para o desenvolvimento de estratégias educativas municipais.

       Permitam-me que distinga ainda o trabalho da senhora Vice-presidente, Drª Lucinda Fonseca, pela competência, disponibilidade e amizade sempre presentes, hoje e especialmente, enquanto Vereadora responsável pela área da educação.

      Ao colega e amigo, Fernando Sampaio, com quem muito aprendi nas inúmeras conversas sobre educação, desde o tempo em que eu estava a dar os primeiros passos como Presidente da Comissão Executiva Instaladora deste Agrupamento. Muito abrigada e cá estaremos para novas conversas sobre estes e novos temas.

      Antes de terminar, permitam-me referir que podem contar com uma liderança sem condicionamentos internos ou externos e o vinculo ao rigor e justiça, e que os compromissos assumidos que norteiam a minha ação, serão escrupulosa e imperturbavelmente cumpridos.

     

      Termino com uma ideia que não me abandona:

       - Para muitos meninos e meninas, a Educação/Escolarização é a única arma para mudar a sua condição. 

Obrigada a todos

Dina Sanches

 

DSC 0006  DSC 0011 DSC 0017 

 

DSC 0006  DSC 0011 DSC 0017 

 

DSC 0006  DSC 0011 DSC 0017 

 

DSC 0006  DSC 0011 DSC 0017 

 

Copyright © 2018 Agrupamento de Escolas de Amarante | Desenvolvida por Ana Osório baseado num template de WarpTheme.
logo moodle 1 log be1 logo radio ativa 1 logo giae eb23 1 logo giae marao 1 facebook